Ref. :  000005486
Date :  2003-01-23
Language :  Portuguese
Home Page / The whole website
fr / es / de / po / en

Confusão na abertura do Fórum


Recepcionado com aplausos e vaias, o governador Germano Rigotto acabou por se converter na figura central da solenidade de abertura do 3º Fórum Social Mundial, realizada ontem à tarde no Centro de Eventos da PUCRS. Ao ser anunciado como integrante da mesa de abertura do evento, Rigotto foi vaiado no interior do auditório pelos delegados. Instantes depois, o mesmo público irrompeu em aplausos quando o governador afirmou que "as portas do Rio Grande e de Porto Alegre estão abertas para o Fórum".

A cerimônia, que durou uma hora e 25 minutos, teve como acompanhamento do início ao fim o coro de "Rigotto racista", entoado do lado de fora por manifestantes que acusavam o governador de ter fechado o Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra (Codene). Depois, Rigotto precisou encarar as dezenas de descontentes que o aguardavam do lado de fora. Os seguranças que cercavam o governador não conseguiram evitar a aproximação dos manifestantes junto à porta de saída do fórum. Houve tumulto e empurra-empurra.

Em lugar de entrar no carro oficial, junto ao qual já se encontrava, o governador resolveu dirigir-se à massa revoltada. Gesticulou e elevou a voz durante algum tempo, pedindo silêncio. " Passaram uma informação errada a vocês. Não estou sabendo de nada sobre o Codene. Vou ver o que ocorreu e retificar isso", gritou, arrefecendo os ânimos.

As vaias ao governador na cerimônia de abertura contrastaram com os aplausos e gritos de aprovação destinados aos integrantes do governo Lula. Estavam lá os ministros Miguel Rossetto (Desenvolvimento Agrário), Emília Fernandes (Conselho Nacional dos Direitos da Mulher) e Agnelo Queiroz (Esportes). Coube a Luiz Dulci, secretário-geral da Presidência, representar Lula no palco. Dulci não conseguiu falar quando tomou o microfone e anunciou que representava o presidente petista. A numerosa platéia pôs-se de pé para gritar o nome de Lula e repetir slogans da campanha eleitoral.

Em seu pronunciamento, o secretário-geral da Presidência garantiu que o governo federal estaria atento às discussões do fórum e pediu licença para encerrar sua participação com uma frase do sociólogo Sérgio Buarque de Holanda, um dos grandes nomes das ciências sociais no país e integrante da primeira leva de intelectuais que participaram da fundação do PT. "A desigualdade deve ser combatida, mas as diferenças devem ser valorizadas", citou.

O microfone foi repassado a seguir a Rigotto, que teve suas primeiras palavras acolhidas por vaias. O governador enfrentou a hostilidade da platéia com um discurso em defesa da democracia e das eleições livres, feito em um auditório onde se notavam bandeiras de Cuba, país governado há mais de quatro décadas por Fidel Castro e presente em Porto Alegre com uma delegação de 200 pessoas.

Antes de encerrar, Rigotto repetiu a oferta apresentada pouco antes pelo prefeito da Capital, João Verle. "Se por alguma razão o Fórum do próximo ano não puder ocorrer na Índia, as portas do Rio Grande do Sul e de Porto Alegre estão abertas para recebê-los", assegurou o governador, que considerou as vaias uma conseqüência da recente eleição para o Piratini. Durante a cerimônia, os organizadores divulgaram uma pesquisa realizada com 15 mil pessoas em 15 países. Conforme o estudo, a maioria acredita que a globalização torna os ricos mais ricos e os pobres, mais pobres.


Rate this content
 
 
 
Average of 26 ratings 
Rating 2.15 / 4 MoyenMoyenMoyenMoyen
Same author:
 flecheSaramago, José
 flecheO encontro na ótica da imprensa
 flecheOs fóruns de Porto Alegre e Davos no divã
 flecheDavos aplaude a mensagem de Lula
 flecheLula at the World Social Forum
 flecheIntelectuais pedem mudanças em organismos mundiais
 flecheSindicatos de todo o mundo planejam central sindical única
 flecheFSM 2005 – Concert d’ouverture
 flecheFSM 2005 – Camp de la Jeunesse 1
 flecheFSM 2005 - Marche pour la Paix 1
 flecheFSM 2005 - Marche pour la Paix 2
 flecheFSM: Um outro mundo pede passagem
 flecheEvento começa nesta quarta em clima de despedida
 flecheDois lados
 flecheNoam Chomsky é uma das estrelas do FSM 2003
 flecheHugo Chávez agita o Fórum Social Mundial
 flecheMeeting
 flechePortas abertas a chefes de Estado
 flecheParticipação de Lula no WEF gera polêmica
 flecheOrganizadores discutem o futuro do Fórum Social Mundial
 flecheFórum de Autoridades reúne prefeitos de 25 países
 flecheAcesso universal à escola custaria US$ 11 bilhões
 fleche"Esperamos que seja a única vez que Lula vá a Davos"
 flecheTenda gigante para receber as estrelas
 flecheGrito dos Excluídos reúne milhares em todo o país
 flechePorto Alegre sedia debates sobre a cultura mundial
 flecheOs temas ocultos da Rio+10
 flecheUm Profeta em Porto Alegre
 flecheFórum Social Mundial produz "calendário de resistência"
 flecheÍndia quer ser sede do Fórum em 2004
 flecheDebate sobre Taxa Tobin chega à exaustão
 flecheChomsky abre conferências sobre a paz
 flecheAtaque a carro-forte tumultua Fórum Social Mundial
 flechePrefeitos lançam rede de cidades
 flecheEsquivel e Karlsson falam sobre globalização
 flecheFórum Social Mundial começa hoje
 flecheGovernador abre as portas do Estado para o Fórum Social Mundial
 flecheJosé Bové desembarca em Porto Alegre
 flecheArgentina em pauta no Fórum Econômico Mundial
 flecheGoverno reforça esquema de segurança durante Fórum Mundial Social
 flecheMST confima presença de José Bové em Porto Alegre
 flecheFórum de Autoridades reúne prefeitos de 26 países
 flecheEvento discutirá os caminhos da paz
 flecheFórum Mundial reúne educadores a partir desta quarta na Capital
 flecheCúpula das Américas marca novo encontro na Argentina
 flecheReunião de cúpula da Alca começa nesta sexta
 flecheAlca excluirá países não-democráticos
 flecheManifestantes destróem lavoura transgênica
 flecheOs idiomas do neoliberalismo
 flecheMultipolaridade e monopolaridade
 flecheFórum Econômico Mundial de Davos termina com importante avanço
 flecheMarcha contra o Neoliberalismo agita Porto Alegre
 flecheComo Mediar os Conflitos e Construir a Paz?
 fleche"Não venderemos o sangue dos nossos filhos"
 fleche"Como Fortalecer a Capacidade de Ação das Sociedades e a Construção do Espaço Público"
 flecheMinistro francês propõe parceria entre Davos e Porto Alegre
 flecheEl portal por un mundo mejor
 flecheFórum Social Mundial começa com polêmica
 flecheFernando Henrique Cardoso e o Fórum Social: Não dá para quebrar máquinas
 flecheSuíços se dividem entre Davos e Porto Alegre
 flecheAs senhas do Fórum
 flecheAquí un mundo mejor ja es posible
 flecheJournal quotidien de l'Etat de Rio Grande do Sul
 flecheUm acampamento contra o tédio
 flecheFórum pela Inclusão Social
 flecheGoverno francês vai a Fórum em Porto Alegre
 flecheOs gerentes do mundo se encontram em Davos
 flecheFórum vai além da estatização
13
SEARCH
Keywords   go
in