Ref. :  000005485
Date :  2003-01-23
Language :  Portuguese
Home Page / The whole website
fr / es / de / po / en

Portas abertas a chefes de Estado

Para organizadores do Fórum, participação de Lula e do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, não contraria carta de princípios do evento


A participação de Luiz Inácio Lula da Silva como chefe de Estado no 3° Fórum Social Mundial e a confirmação da vinda do polêmico presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que desembarca domingo na Capital, não condizem com a carta de princípios do evento. O documento proíbe a participação oficial de governantes nas atividades coordenadas pelo conselho de organização. Na edição do ano passado, foram vetadas as presenças do primeiro-ministro da Bélgica, Guy Verhofstadt, e do vice-presidente do Banco Mundial, Mats Karlsson.

Entretanto, Francisco Whitaker, membro da Coordenação Internacional do evento, lembrou que a presença do premier belga foi negagado “porque ele mesmo se convidou e queria ter espaço no programa para uma fala oficial. Não foi uma proposta das organizações participantes”. Whitaker esclareceu ainda que a vinda do presidente brasileiro não desvirtua o princípio válido para as edições anteriores. O organizador argumentou que não há qualquer incongruência na participação de Lula, uma vez que, então como presidente de honra do Partido dos Trabalhadores e engajado nos movimentos sociais, o petista participou do Fórum em 2001 e 2002. “E nós não podemos impedir as organizações que integram o evento de convidar governantes para os seminários que promovem. E este é o caso de Chávez, que vem convidado para participar de um painel sem a intermediação da organização official”, garantiu.

Também integrante do comitê internacional de organização, o sociólogo Emir Sader tem outra opinião. Para ele, é incoerente vetar a participação de qualquer chefe de Estado que subscreva uma carta condenando frontalmente as políticas neoliberais. No ano passado, Sader justificou a negativa à vinda das duas personalidades internacionais devido à simpatia de ambos pelo neoliberalismo. Segundo o sociólogo, Fórum é um espaço de construção de alternativas ao neoliberalismo e não um encontro para polemizar com seus defensores.

Membro do comitê nacional de organização do 3º Fórum Social Mundial, o presidente da Associação Brasileira de Organizações Não-Governamentais (Abong), Sérgio Haddad, é categórico. “A vinda de Lula e Chávez não contraria a carta de princípios do encontro, pois Lula e Chávez não foram convidados pelo conselho“. Conforme Haddad, o presidente brasileiro representa uma das instâncias do poder público nacional, assim como o prefeito João Verle (PT) e o governador Germano Rigotto (PMDB). Haddad completou que, nas edições anteriores, "não fazia sentido" convidar o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), pois FHC sempre se pronunciou publicamente contra o Fórum, que considerava "um atraso". “ Já Lula sempre participou e, neste ano, apoiou financeiramente o Fórum. Ele veio como mais uma autoridade nacional que recepciona os participantes, assim como o prefeito e o governador“.

Quanto à vinda de outros líderes de Estado, o presidente da Abong também afirmou que os organizadores não podem impedir as entidades de convidarem os estadistas que quiserem agregar a seus painéis e seminários. A participação de Chávez, reiterou, foi decidida por uma ONG.

Representante de Lula na cerimônia de abertura do evento, o secretário-geral da Presidência, Luiz Dulci, negou que a participação de integrantes do governo federal seja contraditória em relação aos princípios do Fórum. “O presidente Lula estará participando do Fórum como sempre fez. Eu, por exemplo, estou participando pela terceira vez. Foi um orgulho participar como militante social e militante político oposicionista, e é um orgulho participar como representante do governo“.

Fabiane Dal-Ri
Agência RBS


Rate this content
 
 
 
Average of 30 ratings 
Rating 2.63 / 4 MoyenMoyenMoyenMoyen
Same author:
 flecheSaramago, José
 flecheO encontro na ótica da imprensa
 flecheOs fóruns de Porto Alegre e Davos no divã
 flecheDavos aplaude a mensagem de Lula
 flecheLula at the World Social Forum
 flecheIntelectuais pedem mudanças em organismos mundiais
 flecheSindicatos de todo o mundo planejam central sindical única
 flecheFSM 2005 – Concert d’ouverture
 flecheFSM 2005 – Camp de la Jeunesse 1
 flecheFSM 2005 - Marche pour la Paix 1
 flecheFSM 2005 - Marche pour la Paix 2
 flecheFSM: Um outro mundo pede passagem
 flecheEvento começa nesta quarta em clima de despedida
 flecheDois lados
 flecheNoam Chomsky é uma das estrelas do FSM 2003
 flecheHugo Chávez agita o Fórum Social Mundial
 flecheMeeting
 flecheConfusão na abertura do Fórum
 flecheParticipação de Lula no WEF gera polêmica
 flecheOrganizadores discutem o futuro do Fórum Social Mundial
 flecheFórum de Autoridades reúne prefeitos de 25 países
 flecheAcesso universal à escola custaria US$ 11 bilhões
 fleche"Esperamos que seja a única vez que Lula vá a Davos"
 flecheTenda gigante para receber as estrelas
 flecheGrito dos Excluídos reúne milhares em todo o país
 flechePorto Alegre sedia debates sobre a cultura mundial
 flecheOs temas ocultos da Rio+10
 flecheUm Profeta em Porto Alegre
 flecheFórum Social Mundial produz "calendário de resistência"
 flecheÍndia quer ser sede do Fórum em 2004
 flecheDebate sobre Taxa Tobin chega à exaustão
 flecheChomsky abre conferências sobre a paz
 flecheAtaque a carro-forte tumultua Fórum Social Mundial
 flechePrefeitos lançam rede de cidades
 flecheEsquivel e Karlsson falam sobre globalização
 flecheFórum Social Mundial começa hoje
 flecheGovernador abre as portas do Estado para o Fórum Social Mundial
 flecheJosé Bové desembarca em Porto Alegre
 flecheArgentina em pauta no Fórum Econômico Mundial
 flecheGoverno reforça esquema de segurança durante Fórum Mundial Social
 flecheMST confima presença de José Bové em Porto Alegre
 flecheFórum de Autoridades reúne prefeitos de 26 países
 flecheEvento discutirá os caminhos da paz
 flecheFórum Mundial reúne educadores a partir desta quarta na Capital
 flecheCúpula das Américas marca novo encontro na Argentina
 flecheReunião de cúpula da Alca começa nesta sexta
 flecheAlca excluirá países não-democráticos
 flecheManifestantes destróem lavoura transgênica
 flecheOs idiomas do neoliberalismo
 flecheMultipolaridade e monopolaridade
 flecheFórum Econômico Mundial de Davos termina com importante avanço
 flecheMarcha contra o Neoliberalismo agita Porto Alegre
 flecheComo Mediar os Conflitos e Construir a Paz?
 fleche"Não venderemos o sangue dos nossos filhos"
 fleche"Como Fortalecer a Capacidade de Ação das Sociedades e a Construção do Espaço Público"
 flecheMinistro francês propõe parceria entre Davos e Porto Alegre
 flecheEl portal por un mundo mejor
 flecheFórum Social Mundial começa com polêmica
 flecheFernando Henrique Cardoso e o Fórum Social: Não dá para quebrar máquinas
 flecheSuíços se dividem entre Davos e Porto Alegre
 flecheAs senhas do Fórum
 flecheAquí un mundo mejor ja es posible
 flecheJournal quotidien de l'Etat de Rio Grande do Sul
 flecheUm acampamento contra o tédio
 flecheFórum pela Inclusão Social
 flecheGoverno francês vai a Fórum em Porto Alegre
 flecheOs gerentes do mundo se encontram em Davos
 flecheFórum vai além da estatização
13
SEARCH
Keywords   go
in