Ref. :  000002624
Date :  2002-01-31
Language :  Portuguese
Home Page / The whole website
fr / es / de / po / en

Esquivel e Karlsson falam sobre globalização


Um foi condecorado pela capacidade de defender a paz, o outro representa o poder dos organismos econômicos internacionais. O Prêmio Nobel da Paz de 1980, o argentino Adolfo Perez Esquivel, e o vice-presidente para Assuntos Externos do Banco Mundial (Bird), o norte-americano Mats Karlsson, desembarcaram ontem pela manhã em Porto Alegre com uma hora de diferença e com o mesmo propósito: discutir a globalização. Mas com visões completamente diferentes. Esquivel veio participar do 2º Fórum Social Mundial e, entre vários debates, estará na mesa nas discussões sobre dívida externa. Karlsson foi orientado a não participar do Fórum Social para não aquecer os ânimos em razão do cargo que ocupa. Por isso, chegou de Washington ontem apenas para participar do último dia do Fórum de Autoridades Locais, que debate questões relacionadas à administração de cidades do mundo inteiro. Veja o ponto de vista destes dois convidados de honra:


"Globalização impõe pensamento único"

Zero Hora -
O que o senhor espera do 2 Fórum Social Mundial?
Adolfo Perez Esquivel - A capacidade de gerar um pensamento próprio para enfrentar o pensamento único que nos impõe o atual sistema mundial.

ZH - Como chegar a essa meta?
Esquivel -A parte de cada pessoa é criar a condição de ser povo. Ser povo não significa muita gente reunida, mas sim muita gente com identidade, com espiritualidade e sentido de vida comuns. A alternativa de sobrevivermos como povos é unirmos os povos latino-americanos. No Mercosul, ao invés da competência mercantilista, há que se encontrar a cooperação. São valores totalmente distintos. Este modelo econômico coloca preço em tudo, mas sem valor. E preço e valor não é o mesmo.

ZH - A globalização, tão criticada pelos participantes do Fórum, está no caminho errado?
Esquivel -A globalização está impondo o pensamento único, com a massificação das consciências. Por isso temos que buscar os caminhos para a integração e impedir que a globalização provoque o cerceamento dos povos.


"O fundamental é colocar diferenças sobre a mesa"

Zero Hora -
Como será a sua participação no Fórum de Autoridades Locais?
Mats Karlsson -Além de participar deste último dia do encontro do fórum de cidades, vim a Porto Alegre também para discutir e conhecer melhor alguns dos principais projetos que envolvem recursos do Banco Mundial (Bird). Depois de minha participação aqui nesta cidade, viajarei por
algumas cidades do país e deste Estado para observar de perto o andamento de tais projetos financiados pelo Banco Mundial.

ZH - Qual a sua visão sobre o tema central aqui discutido, que é a globalização, tão criticada pelos participantes do Fórum Social Mundial?
Karlsson -Eu já participei de muitos encontros como este, e do tamanho deste, cuja discussão central era a globalização e a propriedade. Na minha opinião, trata-se de um vibrante debate internacional, e bastante atual. O fundamental aqui em Porto Alegre é que todos nós possamos colocar sobre a mesa de debates nossas diferenças de pensamento.

Agência RBS


Rate this content
 
 
 
Average of 14 ratings 
Rating 2.57 / 4 MoyenMoyenMoyenMoyen
Same author:
 flecheSaramago, José
 flecheO encontro na ótica da imprensa
 flecheOs fóruns de Porto Alegre e Davos no divã
 flecheDavos aplaude a mensagem de Lula
 flecheLula at the World Social Forum
 flecheIntelectuais pedem mudanças em organismos mundiais
 flecheSindicatos de todo o mundo planejam central sindical única
 flecheFSM 2005 – Concert d’ouverture
 flecheFSM 2005 – Camp de la Jeunesse 1
 flecheFSM 2005 - Marche pour la Paix 1
 flecheFSM 2005 - Marche pour la Paix 2
 flecheFSM: Um outro mundo pede passagem
 flecheEvento começa nesta quarta em clima de despedida
 flecheDois lados
 flecheNoam Chomsky é uma das estrelas do FSM 2003
 flecheHugo Chávez agita o Fórum Social Mundial
 flecheMeeting
 flecheConfusão na abertura do Fórum
 flechePortas abertas a chefes de Estado
 flecheParticipação de Lula no WEF gera polêmica
 flecheOrganizadores discutem o futuro do Fórum Social Mundial
 flecheFórum de Autoridades reúne prefeitos de 25 países
 flecheAcesso universal à escola custaria US$ 11 bilhões
 fleche"Esperamos que seja a única vez que Lula vá a Davos"
 flecheTenda gigante para receber as estrelas
 flecheGrito dos Excluídos reúne milhares em todo o país
 flechePorto Alegre sedia debates sobre a cultura mundial
 flecheOs temas ocultos da Rio+10
 flecheUm Profeta em Porto Alegre
 flecheFórum Social Mundial produz "calendário de resistência"
 flecheÍndia quer ser sede do Fórum em 2004
 flecheDebate sobre Taxa Tobin chega à exaustão
 flecheChomsky abre conferências sobre a paz
 flecheAtaque a carro-forte tumultua Fórum Social Mundial
 flechePrefeitos lançam rede de cidades
 flecheFórum Social Mundial começa hoje
 flecheGovernador abre as portas do Estado para o Fórum Social Mundial
 flecheJosé Bové desembarca em Porto Alegre
 flecheArgentina em pauta no Fórum Econômico Mundial
 flecheGoverno reforça esquema de segurança durante Fórum Mundial Social
 flecheMST confima presença de José Bové em Porto Alegre
 flecheFórum de Autoridades reúne prefeitos de 26 países
 flecheEvento discutirá os caminhos da paz
 flecheFórum Mundial reúne educadores a partir desta quarta na Capital
 flecheCúpula das Américas marca novo encontro na Argentina
 flecheReunião de cúpula da Alca começa nesta sexta
 flecheAlca excluirá países não-democráticos
 flecheManifestantes destróem lavoura transgênica
 flecheOs idiomas do neoliberalismo
 flecheMultipolaridade e monopolaridade
 flecheFórum Econômico Mundial de Davos termina com importante avanço
 flecheMarcha contra o Neoliberalismo agita Porto Alegre
 flecheComo Mediar os Conflitos e Construir a Paz?
 fleche"Não venderemos o sangue dos nossos filhos"
 fleche"Como Fortalecer a Capacidade de Ação das Sociedades e a Construção do Espaço Público"
 flecheMinistro francês propõe parceria entre Davos e Porto Alegre
 flecheEl portal por un mundo mejor
 flecheFórum Social Mundial começa com polêmica
 flecheFernando Henrique Cardoso e o Fórum Social: Não dá para quebrar máquinas
 flecheSuíços se dividem entre Davos e Porto Alegre
 flecheAs senhas do Fórum
 flecheAquí un mundo mejor ja es posible
 flecheJournal quotidien de l'Etat de Rio Grande do Sul
 flecheUm acampamento contra o tédio
 flecheFórum pela Inclusão Social
 flecheGoverno francês vai a Fórum em Porto Alegre
 flecheOs gerentes do mundo se encontram em Davos
 flecheFórum vai além da estatização
13
SEARCH
Keywords   go
in