Ref. :  000041298
Date :  2017-06-18
Language :  Portuguese
Home Page / The whole website
fr / es / de / po / en

Iniciativa de Storytelling Visa Preservar Diversidade Linguística Urbana


image
Storytelling, de Daniele Rossi, usuária do Flickers, código de licença CC BY-NC-ND 2.0.

É possível encontrar uma maneira de se comunicar com alguém, aqui e agora, apesar de uma barreira linguística? Para Steven Bird e Robyn Perry, criadores do Treasure Language Storytelling (TLS) initiative, storytelling na língua de origem é uma resposta possível.

O Global Voices recentemente divulgou outra iniciativa criada por Steven Bird, o Untranslatable blog. Porém, nesse caso, o foco do TLS não é na língua escrita mas, sim, na falada, e vem como uma tentativa de preservar e celebrar a diversidade linguística de grandes cidades. De fato, em áreas urbanas como Melbourne e Darwin, na Austrália, ou Oakland, nos Estados Unidos, onde o TLS tem realizado eventos desde 2015, línguas minoritárias ou de uso médio estão em constante risco de não serem passadas para crianças nascidas nessas áreas. Para os criadores do projeto:

"A extinção em massa de línguas do mundo pode ser evitada se criarmos cidades que aceitem a diversidade – espaços seguros nos quais seus habitantes não necessitam esquecer quem são para se sentirem incluídos. "

Enquanto “escutar é frequentemente conectado ao entendimento”, estes eventos têm como real intenção “escutar para valorizar, para sentir, para conectar”. Seguindo esse formato, storytellers contam suas histórias inicialmente na própria língua e depois as traduzem ou explicam, em Inglês. Apesar de os participantes não serem storytellers profissionais, o compromisso e a atitude engajam a plateia e provocam risadas e emoções, como se a língua não representasse mais uma barreira.

O vídeo abaixo, por exemplo, é uma história tradicional de Burkina Faso contada em língua Dafing. Durante a sessão de perguntas, a storyteller, Rassidatou Konate, também tem a oportunidade de explicar os hábitos de narrativa de seu país.



Em outro evento, John Nyamusara conta a estória da lebre e do babuíno na língua Shona, do Zimbabué.


Gudo na Tsuro – The Baboon and the Hare from Aikuma on Vimeo.



Após explicar o significado de sua estória, é questionado a John Nyamusara “como é falar com um público que não entende sua língua?”. Com um largo sorriso, ele compartilha seu sentimento de inclusão:

"Eles estavam escutando! Estavam atentos… eles estavam comigo!"

Você pode assistir a estórias contadas em Tagalo, Chochenyo, Ewe e muitas outras línguas nos canais do projeto Aikuma no Vimeo e no Youtube.

Eventos do Treasure Language Storytelling aconteceram em três cidades até o momento, mas os organizadores esperam expandir, e qualquer um inspirado pelo projeto pode entrar em contato com o TLS e organizar sua própria performance de storytelling.


Traduzido por Victória Hernandes

Rate this content
 
 
 
13
SEARCH
Keywords   go
in 
Translate this page Traduire par Google Translate
Share

Share on Facebook
FACEBOOK
Partager sur Twitter
TWITTER
Share on Google+Google + Share on LinkedInLinkedIn
Partager sur MessengerMessenger Partager sur BloggerBlogger